Superliga Masculina

  • Crédito: CBV

    Brasil Kirin deve ser afetado pela venda para a Heineken.

Heineken compra Brasil Kirin

Grupo japonês vende estrutura no país e negócio pode afetar futuro do time de Campinas-SP
Por: Redação - 13/02/2017 15:31:11

Uma notícia agitou a economia e o mercado de bebidas no Brasil, nesta segunda-feira, com repercussão no esporte: a venda do grupo Brasil Kirin para a Heineken. A cervejaria holandesa adquiriu a estrutura que o fabricante japonês montou no país por US$ 700 milhões (cerca de R$ 2,2 bilhões). O negócio pode ter reflexos no time de voleibol masculino que a Kirin tem em Campinas: o Brasil Kirin.

Segundo a agência de notícias AFP (France Presse), a crise no Brasil é que levou à venda. "Levando em conta os riscos associados à economia brasileira e a situação da concorrência em um mercado estancado, a Kirin chegou à conclusão de que seria difícil transformar o Brasil Kirin em uma atividade rentável", explicou a companhia japonesa, em comunicado.

A Kirin Holdings detém as marcas Schin, Baden Baden e Eisenbahn no Brasil. A empresa não fez nenhum comunicado sobre o futuro do Vôlei Brasil Kirin, que na Superliga masculina ocupa a 4ª colocação, com 38 pontos, e já está classificada para os playoffs da temporada 2016/2017. A Kirin chegou ao Brasil em 2011, com a compra da Schincariol por US$ 2,65 bilhões. O Brasil é o terceiro mercado de cerveja do mundo, atrás de China e Estados Unidos.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade