Superliga Feminina

  • Crédito: Vôlei Bauru

    Tiffany segue causando polêmica. Agora querem uma liga só para ela.

Oposição a Tiffany quer liga trans

Porta-voz da proposta é o técnico do BRB Brasília, Sérgio Negrão, que promete sugeri-la à CBV
Por: Redação - 19/01/2018 08:40:31
2.238 visualizações

Reportagem trazida pela Folha de S. Paulo, nesta sexta-feira, afirma que será proposta à CBV a criação de uma liga para atletas transexuais. A ideia parte do técnico do BRB Brasília, Sérgio Negrão, que, segundo o jornal, levará a proposta à CBV.

Em 10 de janeiro, o BRB Brasília perdeu por 3 sets a 1 para o Bauru, em Bauru-SP, e Tiffany foi eleita a melhor em quadra, além de ter sido a maior pontuadora, com 24 pontos. Sérgio Negrão disse ao jornal que Tiffany é muito forte para jogar entre as mulheres.

A primeira transexual do voleibol brasileiro já alcançou 100 pontos na Superliga 2017/2018. Veladamente, sua participação tem sido criticada por outras atletas e pelos clubes. A jogadora está atuando legalmente, amparada por autorização da FIVB e da própria CBV para disputar o campeonato.

Compartilhe



Veja também...

1 Comentários

  1. Antonio ReisDiz:

    Liga trans seja lá em qual modalidade for é úma única coisa: SEGREGAÇÃO.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

Publicidade
Publicidade
Publicidade