Superliga Feminina

  • Crédito: Divulgação/CBV

    Jogadoras do Praia Clube comemoram classificação para a final inédita.

Praia Clube vence Minas e está na decisão

Pela primeira vez, equipe mineira vai à final e enfrenta o Rexona-Ades Rio de Janeiro
Por: Redação - 28/03/2016 21:48:02

No terceiro e decisivo jogo da fase semifinal da Superliga feminina 2015/16, o Dentil Praia Clube venceu o Camponesa Minas, por 3 sets a 0 (25/21, 25/18 e 25/22), e está na grande final do torneio. Lotado, o ginásio de Uberlândia, em Minas Gerais, ajudou a equipe da casa superar às adversárias. Em busca do título inédito, o Dentil Praia Clube joga a final da Superliga contra o Rexona-Ades Rio de Janeiro, neste domingo, às 9 horas, em Brasília.

O jogo

Depois de dois jogos equilibrados, a última partida manteve o mesmo cenário. Praia Clube aproveitou os pontos de bloqueio para conseguir superar o rival de Belo Horizonte. O primeiro set foi parelho nos números e em todos os quesitos. Entretanto, os erros cometidos pelo Camponesa Minas fizeram a diferença no set, a equipe de Belo Horizonte errou mais que o dobro que o adversário e isso fez diferença no final da parcial. O último ataque foi da equipe do Praia, quando americana Alix fechou a primeira parcial em 25/21.

No segundo set, o Dentil Praia Clube conseguiu abrir uma vantagem antes do primeiro tempo técnico, por 8/4. Mas parece que a parada fez bem para as mineiras, que conseguiram virar o jogo, deixando o placar em 11/10, e colocaram pressão no time da casa. O jogo estava equilibrado, o Praia Clube apostava nos ataques da Ramirez e Alix e o Minas nas jogadas da central Carol Gattaz.

No entando, foram uma sequencia de pontos de bloqueios que ajudaram o time de Uberlândia a aumentar a vantagem para quatro pontos, deixando o jogo em 17/13. Tentando quebrar a recepção do Praia Clube, o Minas forçava o saque, no entanto, errava muito no quesito, prejudicando ainda mais a sua situação no set. Com isso, o Praia Clube fechou o jogo com facilidade, por 25/18.

No início terceiro set, o bloqueio do Praia Clube tocava em praticamente em todas as bolas atacadas pelo Camponesa Minas. Isso facilitava o trabalho da defesa e ajudava nas jogadas de ataque do time de Uberlândia. Como no segundo set, o primeiro tempo técnico ajudou a equipe do Camponesa Minas à voltar para o jogo, deixando a partida tudo igual em 10/10.

Antes do segundo tempo técnico, o Camponesa Minas encaixou o seu saque e o ataque com as centrais, ficando na frente do placar, por 16/14. No final do set, arbitragem errou e isso prejudicou o Minas. Nada a ver com isso, o Praia Clube aproveitou a instabilidade do time de Belo Horizonte, superou o placar adverso e fechou o jogo em 25/22.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade