Liga das Nações - Masculino

  • Crédito: FIVB

    Bernardinho e Bruninho: está chegando a hora da decisão.

Brasil encara Itália na reta final

Adversário é o primeiro na corrida pelo 10º titulo, em jogo que ocorre na Polônia
Por: Redação - 13/07/2016 01:39:17

Primeira colocada na fase de classificação, a seleção brasileira masculina de vôlei estreia na fase final da Liga Mundial nesta quarta-feira. O primeiro desafio da nova etapa será contra a Itália, às 12h30 (horário de Brasília). Toda a reta final, que conta ainda com Estados Unidos, Sérvia, França e Polônia, será realizada na Tauron Arena, em Cracóvia, na Polônia.

Enfrentar os italianos é, atualmente, uma missão especial para dois jogadores da seleção brasileira. O levantador Bruninho e o central Lucão jogaram juntos, na Itália, na temporada passada, quando defenderam o Modena, e passaram a conhecer ainda melhor alguns dos adversários desta quarta-feira. "Eu conheço mais os jogadores e eles me conhecem melhor também. Então, existe um pouco mais desse estudo em relação ao meu jogo e vamos ver como vamos nos sair", disse Bruninho.

O levantador está confiante e destaca o valor de enfrentar adversários de alto nível como os que estão na fase final - apenas a Sérvia não está classificada para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. "É importante, neste momento, ter os melhores testes possíveis. Estamos entre os seis melhores times do mundo, muito motivados e querendo mostrar o nosso jogo agora", afirmou o capitão do Brasil.

O central Lucão também elogiou a seleção italiana. "São pessoas espetaculares e grandes jogadores. O Vettori tem tudo para ser um dos melhores opostos do mundo, o Piano é um grande central, que bloqueia muito bem, o líbero é excelente. Enfim, deu para conhecer bem o estilo de jogo deles e acho que vou conseguir ajudar os meus companheiros com algumas informações", disse.

Para o técnico Bernardinho, toda atenção será necessária nesta primeira partida. "Eles têm opções de troca, já que o Zaytsev está jogando de ponteiro e pode alternar como oposto, e estamos esperando para conhecer como vai ser contra o nosso time. A Itália tem um vigor físico enorme e depende muito disso. Saque e bloqueio, sistema defensivo, talvez seja o ponto alto deles. A entrada do Juantorena, o cubano naturalizado, deu um algo a mais no sentido de força e capacidade de decidir", analisou Bernardinho.

Nesta primeira etapa da Fase Final, os dois melhores de cada chave seguem para as semifinais e os dois vencedores se enfrentarão na grande decisão, no dia 17. O Brasil é o maior vencedor da Liga Mundial, com nove títulos. A Itália tem um a menos. Para Bernardinho, a disputa já faz o Brasil respirar a pressão dos Jogos Olímpicos. “Queremos imprimir aqui o nosso melhor voleibol, para mostrar do que somos capazes na Rio 2016”, declarou o técnico.

Jogos do Brasil na Liga Mundial
Rio de Janeiro (Brasil)
Brasil 3 x 0 Irã (25/19, 25/16 e 28/26)
Brasil 3 x 0 Argentina (25/21, 25/13 e 26/24)
Brasil 3 x 1 Estados Unidos (25/19, 25/15, 22/25 e 25/22)
Belgrado (Sérvia)
Brasil 1 x 3 Sérvia (25/19, 15/25, 21/25 e 22/25)
Brasil 3 x 1 Irã (25/18, 24/26, 25/16 e 25/17)
Brasil 3 x 0 Bulgária (25/14, 25/21 e 25/12)
Nancy (França)
Brasil 3 x 0 Polônia (30/28, 25/21 e 25/16)
Brasil 3 x 2 Bélgica (20/25, 25/23, 22/25, 25/23 e 15/11)
Brasil 3 x 1 França (25/21, 26/24, 22/25 e 25/21)
Cracóvia (Polônia)
12h30 - Brasil x Itália
15h30 - Brasil x Estados Unidos

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade