Liga das Nações - Feminino

  • Crédito: FIVB

    Com Egonu em quadra, Itália conseguiu superar a defesa brasileira, e venceu.

Brasil fecha fase de grupos com derrota

Seleção poupa Tandara, enquanto Itália lança mão de Egonu para levar duelo ao tiebreak, e vencer
Por: Redação - 14/06/2018 18:22:58

A seleção brasileira feminina encerrou com derrota sua participação na fase de grupos da Liga das Nações. Nesta quinta-feira, perdeu para a Itália por 3 a 2 (25-22, 20-25, 25-17, 19-25, 12-15). Foi a terceira derrota do Brasil no torneio, que estreou perdendo para a Alemanha (3 a 1) e também foi derrotada pelos Estados Unidos (3 a 1).

O jogo em Eboli-Itália encerrou um longo período em que a seleção italiana não vencia a brasileira. A mais recente vitória do time europeu havia ocorrido em 2011, na Copa do Mundo. No ano passado, o Brasil foi campeão do Grand Prix sobre as italianas. No retrospecto do duelo, as brasileiras contabilizam 37 vitórias contra 31 derrotas.

O Brasil foi para a quadra sem usar Tandara. A oposta foi poupada, enquanto a Itália lançou mão da ponteira Egonu para conseguir equilibrar o jogo e escrever a vitória. A principal atacante da Itália se tornou efetiva em quadra a partir do quarto set, consolidando o triunfo das anfitriãs. Ortolano, com 20 pontos, e Egonu, com 17, foram as maiores pontuadoras da Itália. Do lado brasileiro, Monique, com 16 pontos, foi a principal atacante.

A seleção vai terminar a fase classificatória na 3ª colocação, com 12 vitórias e 35 pontos, atrás de Estados Unidos e Sérvia. Nesta primeira fase, a jogadora que mais atuou pelo time nacional foi a líbero Suelen, seguida da levantadora Roberta e da central Bia. Tandara, Amanda e Adenizia também tiveram atuação intensa nas cinco semanas. O Brasil disputa a Final Six, de 27 de junho a 1º de julho, com China, EUA, Sérvia, Holanda e Turquia.

Itália
Ortolani, Danesi, Chirichella, Bosetti, Malinov e De Gennaro (líbero)
Entraram: Mingardi, Egonu, Cambi e Parrocchiale
Técnico: Davide Mazzanti

Brasil
Roberta, Monique, Gabi, Adenizia, Amanda e Suelen (líbero)
Entraram: Bia, Rosamaria, Carol, Mara e Macris
Técnico: José Roberto Guimarães

Compartilhe



Veja também...

1 Comentários

  1. Roberto GayosoDiz:

    Temos que refletir sobre a instabilidade do time feminino e do também do masculino !

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

Publicidade
Publicidade
Publicidade