Liga das Nações - Feminino

  • Crédito: FIVB

    Seleção turca decide pela primeira vez um torneio adulto da FIVB, após desmontar o Brasil.

Turquia surpreende Brasil e vai à final

Seleção feminina perde por 3 sets a 0 e vai decidir o terceiro lugar da Liga das Nações 2018
Por: Redação - 30/06/2018 05:34:43

Depois de ter vencido exemplarmente Holanda e China na fase de grupos da Final Six, esperava-se que o Brasil chegasse à final da Liga das Nações feminina com autoridade. Ledo engano. Neste sábado, a seleção feminina foi vítima de seu favoritismo contra a Turquia e perdeu a semifinal por 3 sets a 0 (23-25, 23-25, 22-25).

Com o resultado, a Turquia aguarda o vencedor do duelo entre China e Estados Unidos para saber com quem decide a primeira Liga das Nações, enquanto o Brasil disputará o terceiro lugar, após perder surpreendentemente. A seleção repetiu erros que havia cometido quando estreou na Liga das Nações e perdeu por 3 a 1 para a Alemanha, em Barueri-SP.

Peças que evoluíram ao longo do torneio da FIVB regrediram no duelo contra a Turquia. Três exemplos: Amanda, Bia e Roberta. A rede do time nacional se curvou diante do voleibol sem pressão das turcas e sobrecarregou Tandara, que se tornou a única alternativa de ataque do Brasil. A oposta brasileira foi a principal pontuadora do jogo, com 19 acertos, mas em vão.

O técnico José Roberto Guimarães tentou algumas soluções pontuais, mas evitou mexer radicalmente na equipe, enquanto a derrota ia se construindo. A experiência de Jaqueline poderia ter sido uma alternativa, assim como tentar mudar as orientações escalando Macris ou apostando em Carol e Rosamaria com mais veemência.

Não se sabe se daria certo, já que o Brasil correu atrás da Turquia o jogo todo. A cena mais triste ocorreu no terceiro set, quando o Brasil foi definhando e se entregando lentalmente ao voleibol solto das turcas. Já no final, o time turco parecia nem acreditar no estava acontecendo: se garantindo na final diante do todo-poderoso Brasil.

Para a seleção brasileira fica claro que o time não poderá abrir mão de Dani Lins, Thaisa, Natália e Drussyla para o mundial de setembro, no Japão.

Brasil
Roberta, Tandara, Adenizia, Amanda, Gabi e Suelen (líbero)
Entraram: Bia, Carol, Jaqueline e Monique
Técnico: José Roberto Guimarães
Turquia
Baladin, Erden, Boz, Gunes, Ozbay e Akoz (líbero)
Entraram: Ismailoglu, Sarioglu, Alikaia e Karakurt
Técnico: Giovanni Guidetti

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade