Liga das Nações - Feminino

  • Crédito: Diego Bastos Cunha/Amo voleibol

    Torcida festeja segunda vitória da seleção brasileira no Grand Prix.
  • Crédito: Diego Bastos Cunha/Amo voleibol

    Bloqueio foi uma das principais armas de Thaísa no jogo desta sexta-feira.

Diante do Japão, Brasil mantém 100%

Em dia inspirado de Thaísa, seleção não tem dificuldade para vencer asiáticas por 3 sets a 0
Por: Redação - 10/06/2016 15:52:14

Principal mudança do técnico José Roberto Guimarães, a central Thaísa Menezes, de 1,96m, entrou em quadra como titular e fez a diferença na vitória do Brasil sobre o Japão, no segundo jogo da seleção pelo Grand Prix, realizado na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, na tarde desta sexta-feira.

Com o apoio da torcida, o Brasil começou sacando bem e teve a paciência necessária para superar a forte defesa asiática e vencer o primeiro set com ligeira folga, por 25 a 20.

Usando a arma das adversárias, a seleção de Zé Roberto apresentou grande evolução na defesa em relação à partida de estreia, contra a Itália. Com a líbero Camila Brait em grande forma, o Brasil dificultou a vida das atacantes adversárias e provocou bons rallys no segundo set para o público que compareceu ao complexo olímpico. 

A todo momento que as japonesas buscavam desgarrar no marcador, a levantadora Dani Lins acionava Thaísa, que correspondia a altura. Com ataques eficientes pelo centro de rede, a carioca ajudou o Brasil a virar o marcador e fechar o segundo set em 25 a 23.

Já a terceira parcial foi uma verdadeira aula de voleibol do elenco brasileiro. Com muita agressividade nos ataques de Sheilla, Natália, Fe Garay e companhia, o Brasil fechou o jogo em 25 a 15, em mais uma cortada da central Thaísa, que somou seu 19º ponto e se tornou a maior pontuadora da partida. 

 

Confira os outros jogos da rodada

Grupo 1
Alemanha 0 x 3 Estados Unidos (15-25, 17-25 e 12-25)
China 3 x 0 Tailândia (25-14, 25-14 e 25-11)
Turquia 3 x 0 Bélgica (25-22, 25-23 e 26-24)
Rússia 3 x 1 Holanda (25-22, 20-25, 25-20 e 25-16)
Itália 3 x 1 Sérvia (25-16, 25-19, 29-31 e 25-17)

Grupo 2
Bulgária 0 x 3 República Dominicana (16-25, 24-26, 23-25)
Kenya 0 x 3 Porto Rico (11-25, 20-25, 22-25)
República Tcheca 3 x 0 Canadá (25-19, 25-21, 25-21)
Polônia 3 x 2 Argentina (25-23, 24-26, 25-15, 23-25 e 15-10)

Grupo 3
Croácia 3 x 0 Cuba (25-13, 25-15 e 25-13)

 

 

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade