Olimpíadas

  • Crédito: Tokyo 2020

    Torneio de vôlei de Tóquio 2020 serão disputados por 12 seleções no masculino e 12 no feminino.

Chegar a Tóquio 2020 não será tão fácil

FIVB divulga sistema de classificação e só 12 seleções de cada gênero disputarão os jogos olímpicos
Por: Redação - 25/10/2018 17:08:26

Conseguir vaga nos torneios masculino e feminino de voleibol dos jogos olímpicos ficou mais difícil. A FIVB divulgou o sistema que vai definir as 12 seleções masculinas e as 12 femininas que chegarão a Tóquio 2020.

A forma de qualificação será igual para os torneios dos dois gêneros. Haverá 11 vagas em disputa no masculino e 11 no feminino, haja vista que as seleções masculina e feminina do Japão já estão classificadas como anfitriãs.

A FIVB vai selecionar as 24 melhores seleções de acordo com o ranking que será divulgado em 1º de janeiro de 2019. Essas equipes ganharão o direito de participar dos pré-olímpicos mundiais, ainda com datas a serem definidas.

Nesses pré-olímpicos, as 24 seleções serão divididas em seis grupos com quatro equipes, obedecendo critérios de ranking. O campeão de chave se garante no mundial. Nesta fase, serão seis seleções classificadas. Os grupos divulgados pela FIVB seguem o seguinte critério:

Grupo A: 1º do ranking, 12º, 13º e 24º
Grupo B: 2º do ranking, 11º, 14º e 23º
Grupo C: 3º do ranking, 10º, 15º e 22º
Grupo D: 4º do ranking, 9º, 16º e 21º
Grupo E: 5º do ranking, 8º, 17º e 20º
Grupo F: 6º do ranking, 7º, 18º e 19º

Se o ranking se mantiver como o atual, o que é pouco provável, no pré-olímpico masculino o Brasil entraria como cabeça de chave e enfrentaria Egito, Bulgária e Holanda. Já no feminino, a seleção também entraria como cabeça de chave e enfrentaria Coreia do Sul, Bulgária e Polônia.

Após o pré-olímpico mundial, as seleções que não conseguirem vaga terão uma última chance de chegar a Tóquio 2020: os pré-olímpicos continentais promovidos por AVC (Ásia), CAVB (África), CEV (Europa), CSV (América do Sul) e Norceca (América do Norte e Central).

Esses torneios devem acontecer em janeiro de 2020 e serão cinco vagas disponíveis. Apenas os campeões carimbam o passaporte para o Japão. As seleções já classificadas nos pré-olímpicos mundiais não participam dos torneios continentais.

Compartilhe



Veja também...

2 Comentários

  1. LeoDiz:

    Desculpe,mas acho que vc entendeu errado.O Brasil primeiro tem que se preocupar com o pré-olímpico,já que dá a primeira vaga para a olimpíada.Nesse sentido,não se sabem os adversários do campeonato sul-americano,até porque acho que o Brasil nem precisará se preocupar com isso,porquanto passará de primeiro na classificatória.

  2. Eu mesmoDiz:

    Ridículo! Como assim não vai ser tão fácil? Quem são os adversários do Brasil no Sul-americano? Colômbia, Argentina e Peru? Se o Brasil não conseguir ganhar de Colômbia, Argentina e Peru, então é melhor não ir pra Olimpíada mesmo!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

Publicidade
Publicidade
Publicidade