Olimpíadas

  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Bicampeã olímpica, Thaísa é um dos grandes nomes do voleibol mundial.

Thaísa comemora retorno à Seleção Brasileira

Depois de duas cirurgias nos joelhos, a central treina com as companheiras, em Saquarema
Por: Redação - 29/04/2016 12:09:41

A bicampeã olímpica Thaisa está de volta ao Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema, no Rio de Janeiro. Depois de operar os dois joelhos na temporada passada e ficar de fora da seleção em 2015, a central mostra motivação e foco na luta por uma boa participação no Grand Prix e, principalmente, nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Em junho de 2015, a atacante de 28 anos passou por cirurgia e ficou cinco meses longe das quadras. O retorno a uma partida de voleibol aconteceu somente em novembro do ano passado, quando defendeu o Vôlei Nestlé na Superliga feminina. A bicampeã olímpica recordou os momentos de dificuldade e dúvidas que viveu na temporada afastada da seleção. "Depois da operação não conseguia fazer exercícios básicos e fiquei em dúvida se ia conseguir voltar a jogar como antes, mas fui me superando a cada dia e hoje posso dizer que isso me deixou mais forte", afirmou.

De olho na sua terceira participação nos Jogos Olímpicos, a jogadora comentou sobre a expectativa de retornar à Seleção Brasileira depois do período de recuperação da cirurgia nos joelhos. "Esse ano fiquei muito ansiosa pela convocação. Quando o Zé (treinador) anunciou o grupo e comecei a arrumar a mala para ir à Saquarema, a felicidade foi muito grande. Estou feliz de perceber que consigo fazer todo o treinamento da seleção. Na Superliga ainda tive que cadenciar meus treinos. Aqui estou conseguindo acompanhar as meninas e isso tem sido uma grande vitória", comentou.

Experiente, a central ainda fez uma análise sobre as chances do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio. "Acho que temos um time muito forte e com total condição de ganhar os Jogos Olímpicos. Sabemos que vai ser difícil, mas se tivermos o grupo forte e unido somos uma das equipes candidatas a medalha de ouro. Estamos nos doando e o astral do grupo está ótimo. Toda a equipe está motivada e trabalhando forte", garantiu.

O Brasil estreia na primeira rodada do Grand Prix entre os dias 9 e 12 de junho, na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro. Os primeiros adversários serão o Itália, Japão e Sérvia. O primeiro jogo nas Olimpíadas será no dia 6 de agosto, sem adversário definido.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade