Olimpíadas

  • Crédito: João Teixeira/Amo Voleibol

    Ex-jogadoras de várias seleções do Brasil recebem o carinho do público.
  • Crédito: João Teixeira/Amo Voleibol

    Renan Dal Zotto reúne ex-atletas para a entrega de placas comemorativas.
  • Crédito: Diego Bastos Cunha/Amo Voleibol

    Passado e presente juntos em quadra.

CBV presta homenagem a ex-atletas olímpicas

Cerimônia realizada durante o jogo Brasil e Sérvia, pelo Grand Prix, conta com 63 mulheres
Por: Redação - 12/06/2016 11:09:10

A CBV aproveitou o último jogo da seleção brasileira feminina pela primeira fase do Grand Prix, contra a Sérvia, na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, para prestar uma bonita homenagem a todas as atletas que defenderam a amarelinha em Jogos Olímpicos desde a primeira participação, em 1980, em Moscou, na Rússia, até a última edição, realizada em Londres, na Inglaterra, em 2012.

No total, 63 três mulheres foram homenageadas. Primeiro, elas desfilaram com placas que relembravam a edição dos Jogos que participaram e depois receberam um diploma do presidente da CBV, Walter Pitombo Laranjeiras, com forma de agradecimento pelos serviços prestados ao voleibol brasileiro.

Enquanto eram ovacionadas pelo público local, imagens exibidas no telão da Arena Carioca 1 relembraram as quatro medalhas conquistadas pela seleção feminina nos Jogos Olímpicos – sendo duas de ouro e duas de bronze.

O ex-treinador e diretor de Competições de Quadra da CBV, Radamés Lattari, que esteve à frente da organização da cerimônia, enalteceu a importância do momento para o esporte brasileiro. "As jogadoras estão muito felizes pela lembrança, pela oportunidade de encontrarem ex-companheiras de equipe e voltarem a uma quadra de vôlei num jogo da seleção brasileira”, comentou.

Hilma, integrante do primeiro grupo à se classificar aos Jogos, em 1980, comemorou a oportunidade de rever as ex-colegas. “Só vocês (CBV) e Deus para conseguirem reunir todo mundo”, brincou. Em quadra, ex-atletas como Virna, Fofão, Leila e Fernanda Venturini, não esconderam a emoção.

"Foi muito bacana. Se hoje o voleibol antingiu este patamar é muito em função do trabalho que construímos no passado. Foi muito bom rever todo mundo", disse Leila, ex-musa da seleção brasileira.  

Na semana que vem, durante os jogos da Liga Mundial, os homens que participaram de edições passadas dos Jogos também serão homenageados pela entidade. 

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade