Olimpíadas

  • Crédito: FIVB

    Base da seleção italiana feminina disputou o Grand Prix 2016.
  • Crédito: FIVB

    Veterana Eleonora Lo Bianco é o principal nome da Itália nos Jogos Olímpicos.
  • Crédito: FIVB

    Seleção masculina da Itália acumula cinco medalhas em Jogos Olímpicos.

Itália divulga lista de convocados aos Jogos

Dona de cinco medalhas olímpicas, Squadra italiana busca recuperar tradição na Rio 2016
Por: Redação - 19/07/2016 15:52:05

A Federação Italiana de Voleibol divulgou a relação de atletas que defenderão o país nos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Dona de duas medalhas de prata e três bronzes olímpicos – todas conquistados pela seleção masculina -, a Itália vem ao Brasil apostando em atletas experientes, e tem na levantadora Eleonora Lo Bianco seu principal nome.

Aos 36 anos, Lo Bianco foi campeã mundial em 2002 e disputa no Rio de Janeiro sua quinta Olimpíada. A veterana não fez parte da equipe que disputou o Grand Prix 2016, mas foi lembrada pelo técnico Marco Bonitta. Além dela, o comandante italiano escalou a também levantadora Alessia Orro, as opostas Nadia Centoni, Valentina Diouf e Serena Ortolani, as centrais Christina Chirichella, Anna Danesi e Martina Guiggi, as ponteiras Antonella Del Core, Paola Egonu e Miriam Sylla e a líbero Monica De Gennaro.

A seleção feminina italiana está no grupo B olímpico, ao lado dos Estados Unidos, China, Sérvia, Holanda e Porto Rico. As italianas estreiam no dia 6 de agosto, contra a Sérvia.

O time olímpico masculino da Itália também foi confirmado. Diferentemente do Brasil, o selecionado europeu conta com dois líberos na relação dos 12 jogadores: Massimo Colaci e Salvatore Rossini. Além deles, o técnico Gianlorenzo Blengini também convocou os levantadores Simone Giannelli e Pasquale Sottile, os ponteiros Oleg Antonov, Osmany Juantorena e Filippo Lanza, os centrais Matteo Piano, Simone Buti e Emanuele Birarelli, e ainda os opostos Ivan Zaytsev e Luca Vettori.

Os italianos estão no grupo A, ao lado de Brasil, Estados Unidos, Canadá, México e França - adversário na estreia, no dia 7.

Tradição italiana

A Itália figurou entre as principais potências do voleibol mundial nas décadas de 1990 e 2000. O time feminino acumulou duas medalhas de prata e outras quatro de bronze em edições do Grand Prix, enquanto a seleção masculina possui 15 medalhas na Liga Mundial, sendo oito ouros – a Itália só perde para o Brasil em número de títulos, que soma 9 conquistas-, e ainda as pratas olímpicas em Atlanta 1996 e Atenas 2004 e os bronzes em Los Angeles 1984, Sydney 2000 e Londres 2012. O objetivo do País da Bota no Rio de Janeiro é resgatar sua tradição vitoriosa dentro da modalidade.

Apesar disso, os resultados na última competição antes dos Jogos foram discretos: a seleção feminina sequer avançou à fase final do Grand Prix e terminou na 8ª colocação, enquanto os homens perderam a disputa pelo 3º lugar da Liga Mundial para a França e concluíram a disputa em quarto lugar.

Compartilhe



Veja também...

1 Comentários

  1. JimmiXzSwDiz:

    Yl1FGW http://www.FyLitCl7Pf7ojQdDUOLQOuaxTXbj5iNG.com

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *