Sul-Americano - Masculino

  • Crédito: Voley Sur/Reprodução

    Brasil virou um jogo disputado contra a Argentina

Brasil é campeão do Sul-Americano

Seleção chama a responsabilidade no fim do jogo e, de virada, garante a vitória por 3 sets a 2
Por: Bruno - 14/09/2019 22:59:03

Há um velho ditado no esporte que diz que “de virada é mais gostoso”. Talvez por isso a final deste Sul-Americano tenha sido memorável: por 3 sets a 2 – parciais de 24/26, 22/25, 31/29, 25/20 e 15/13 – a Seleção Brasileira masculina de vôlei garantiu o título neste sábado (14). Em Santiago, capital do chile, o time de Renan Dal Zotto decidiu a partida no tie-break garantiu o 32º título no torneio – que até hoje teve 33 edições.

Dá para dizer que a Argentina ajudou a valorizar demais a conquista. A equipe de Marcelo Mendez teve uma tática de forçar o saque com todos os jogadores, desestabilizan a linha de passe do Btasil (com Douglas, Leal e Thales). Apesar de não ter sido perfeita, a seleção argentina manteve o placar no primeiro set.

O dia era de Bruno Lima, que marcou sete pontos no primeiro set. Já o Brasil tinha erros de saque por parte de Douglas e Alan. A Argentina alternava com os centrais, complicando o bloqueio do Brasil. Renan cobrou os atletas na beirada do gramado. “Isso aqui é final”, disse ele, pedindo uma reação imediata do time. No terceiro set, o Brasil finalmente mostrou a que veio: Thales e Douglas saíram, para a entrada de Maique e Hugo. O jogo só começou a virar com a entrada de Carísio e Roque, que empatou e, após três aces de Roque, virou o jogo com um bloqueio.

Aí ficou o famoso “lá e cá”: alternando, o Brasil venceu o disputado quarto set por 31 a 29, após um bloqueio de Flávio. No quinto set, a Seleção era outro time e empurrou o jogo para o tie-break. Alan, em destaque, e Douglas fecharam o tie-break, garantindo o título do Sul-Americano.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade