Campeonato Mundial - Feminino

  • Crédito: FIVB

    Boskovic ganhou praticamente um set sozinha, superando a marcação brasileira.

Cai a ficha do Brasil no mundial

Sem oferecer resistência, seleção feminina perde por 3 sets a 0 da Sérvia, neste segunda-feira
Por: Redação - 01/10/2018 09:14:44

Após duas vitórias relativamente fáceis contra Porto Rico e República Dominicana, caiu a ficha da seleção brasileira feminina no mundial do Japão. Nesta segunda-feira, a equipe do técnico José Roberto Guimarães foi engolida pela Sérvia e, sem oferecer resistência, perdeu por 3 sets a 0 (25-21, 25-18, 25-19).

Foi contrastante a atuação do Brasil em relação à Sérvia. A começar pelo número de jogadoras que uma e outra seleção mandaram para quadra. A Sérvia atuou com seu time titular ao longo de todos os três sets, enquanto o Brasil precisou variar ao máximo para se achar no jogo, e colocou 11 atletas em quadra.

Também foram contrastantes as pontuações individuais. Enquanto a sérvia Boskovic - a melhor em quadra - cravou 24 bolas, Tandara, que costuma ser a principal pontuadora do Brasil, só conseguiu marca 9 pontos. O desempenho sugere que o a seleção vai classificar em 2º no grupo D, já projetando seus adversários na 2ª fase.

Existe uma forte tendência de que o Brasil enfrente o anfitrião Japão, a Holanda e a Alemanha, o que significa que a seleção feminina vai precisar se superar se quiser avançar para a Final Six do campeonato. Pelo que jogou nesta segunda-feira, ficaram expostas as limitações do time nacional, que volta á quadra na quarta-feira, às 7h20 (horário de Brasília), para enfrentar o Quênia. 

Brasil
Dani Lins, Tandara, Gabi, Fernanda Garay, Bia e Suelen (líbero)
Entraram: Roberta, Adenizia, Thaisa, Rosamaria e Natália
Técnico: José Roberto Guimarães

Sérvia
Boskovic, Mihajlovic, Rasic, Veljkovic, Milenkovic e Popovic (líbero)
Entrou: Ognjenovic 

Compartilhe



Veja também...

3 Comentários

  1. José Sérgio Moreira de CastroDiz:

    Lamentável!!!. Acredito que estaremos entre os 6 melhores times. Isso pela garra e pelo desempenho que as meninas irão tentar fazer. Todas elas são guerreiras e dão de tudo de si. Por outro lado é uma equipe muito limitada tecnicamente: todas elas com lesões, vindo de recuperação muito difíceis, afastamento por longa temporada por motivo justo e tudo o mais. Mas, cá pra nós, achar que esse time todo quebrado iria poder defender algum caneco é piada.
    Respeito muito as meninas porque estão dando tudo o que podem. Respeito o Zé que não obstante suas glórias conquistadas no passado como tri campeão não deixou de emprestar o seu nome nessa empreitada sabendo que não iria muito longe, isso porque não posso acreditar que ele tem fé nessas atletas tão limitadas tecnicamente e com tantos problemas médicos. E levantando a vista para o horizonte, esse me parece mais sombrio ainda... Quem poderia surgir com qualidade acima da média para jogar na seleção brasileira?. Parece que só temos meninas medianas tecnicamente e baixinhas para o padrão atual do vôlei. Os dias de glória acabaram. Agora somos um timinho qualquer que corre muito em campo para perder de pouco...

  2. "THE GUY"Diz:

    Foi só a "SELEÇÃO"zinha", jogar contra uma seleção um: "POUQUINHO" + forte, e já tomamos o 1º "CACETE"!!! Sorte que o Brasil na 1ª Fase pegou um grupo fraco, senão nem passaria.Lamentável essa: "SELEÇÃO"zinha", e a Tandara, já está marcada por todas as Seleções
    e é Toco sobre Toco. LAMENTÁVEL!!!

  3. Roberto GayosoDiz:

    É, galera, o time feminino tem muito que melhorar!!!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

Publicidade
Publicidade
Publicidade